“Grammatica Elementar do Kimbundo” – Héli Chatelain (1889)

A Grammatica Elementar do Kimbundo ou Língua de Angola foi escrita pelo linguista e missionário cristão de origem suíça Héli Chatelain. Foi publicana em 1889. Foi escrita em português e conta com um prefácio, intitulado “Introduction”, em inglês redigido por Robert Needham Cust, autor de A Sketch of the Modern Languages of Africa, cujos dois volumes também estão disponibilizados aqui no site.

O kimbundo é uma língua da família bantu, considerada uma das mais faladas da família, que forneceu vários empréstimos lexicais ao português brasileiro e ao português angolano.

 

TEXTO EM PDF: Temos duas versões de pdf disponíveis dessa obra.

Grammatica Elementar do Kimbundo ou Língua de Angola: Versão 1 | Versão 2.

“The Classificatory Stage” – Max Müller (1862)

The Classificatory Stage” é a quarta palestra da série sobre a ciência da linguagem, apresentada por Max Müller na Royal Institution of Great Britain, publicada no primeiro volume de Lectures on the Science of Language em 1862.

Nela, Müller continua a discorrer sobre sua visão quanto aos estágios históricos de desenvolvimento da lingüística. O “estágio classificatório”, segundo o autor, seria a segunda fase (de um total de três) das ciências naturais em geral e da ciência da linguagem, de modo específico. Esse segundo estágio seria marcado pelas tentativas iniciais de classificar as línguas em grupos por suas semelhanças e pelas especulações sobre a origem das línguas; envolve também o levantamento da diversidade das línguas do globo, em grande parte em decorrência do conceito de humanidade trazido pelo cristianismo (ausente nas civilizações pagãs e na filosofia grega) e dos esforços missionários.

TEXTO EM PDF: Lecture IV: The Classificatory Stage.

Para as demais capítulos desse livro e demais obras de Müller, clique aqui.

“Arte Menor e Arte Maior” – Donato (350 d.C.) – tradução e introdução

A obra Ars Grammatica foi escrita pelo gramático latino Élio Donato por volta do ano de 350 d.C.. É composta por duas partes, conhecidas como Arte Menor e Arte Maior, muitas vezes tomadas como obras independentes.

Trazemos aqui uma tradução dessa obra ao português, feita por Lucas Consolin Dezotti. A tradução é acompanhada por notas e por um estudo introdutório e foi parte da dissertação de mestrado de Dezotti.

TEXTO EM PDF: Arte menor e Arte maior de Donato: tradução, anotação e estudo introdutório.

“Modern Languages of Africa – vol. 2” – Robert Cust (1883)

Este é segundo volume da obra A Sketch of the Modern Languages of Africa (“Um esboço sobre as línguas modernas da África”), do lingüista britânico Robert Needham Cust.

A obra foi publicada em 1883 em dois volumes. Este segundo volume contém três capítulos, que tratam das línguas da família bantu e do grupo chamado de Hottentot-Bushman, além de onze apêndices e um mapa.

TEXTO EM PDF: A Sketch of the Modern Languages of Africa – vol. 2.

(Clique aqui para o volume 1)

 

Sumário do volume 2:
XII. Bantu Family 289
XIII. Hottentot-Bushman Group 435
XIV. Concluding Remarks 455
Appendices
A. Language-Map in Two Sheets
B. Five Sheets of Photographs (small size), One of Photograph (large size)
C. Bibliographical Table of Languages, Dialects, Localities, and Authorities 467
D. Abstract Table of Languages and Dialects . . . 518
E. List of Books of Reference on General Subject . 519
F. Translations of the Bible 522
G. List of Names of Languages rejected from Appendices H. and J. from Insufficiency of Information 528
H. Alphabetical Index of Names of Languages and Dialects 530
I. Alphabetical Index of Authors quoted 539
J. Alphabetical Index of Names of Languages other than those entered in appendix H 547
K. General Index of Subjects 557

“As duas línguas. Grammatica Philosophica da Lingua Portugueza” – J. S. Barbosa (1808)

Em 1808, Jerônimo Soares Barbosa (1737-1816), filólogo e professor de Retórica e Poética da Universidade de Coimbra, publicou a obra As duas linguas: Grammatica Philosophica da Lingua Portugueza comparada com a latina.

A obra se filia à tradição racionalista de análise da linguagem iniciada com os autores da Gramática de Port-Royal. Também tem o objetivo de se contrapor ao método de ensino jesuíta, pelo qual os estudantes aprendiam primeiro a ler e escrever em latim e apenas depois aprendiam em português. Barbosa defendia o aprendizado deveria se iniciar pela gramática da língua materna. Na contracapa do livro, consta que ele é voltado “Para se aprenderem ao mesmo tempo” as duas línguas.

ARQUIVO EM PDF: As duas línguas. Grammatica Philosophica da Lingua Portugueza comparada com a latina.

“Curso de língua sãoskrita: vol. 2 – Textos clássicos” – G. de Vasconcelos Abreu (1881)

Este é o volume 2 da obra Curso de Litteratura e Língua Sãokrita Clássica e Védica: Manual para o Estudo do Sãokrito Clássico, de autoria do matemático e orientalistas português Guilherme de Vasconcelos Abreu, publicada em 1881.

O primeiro volume, “Resumo gramatical”, é dedicado à fonologia e à morfologia do sânscrito.

Este segundo volume é dedicado à literatura e leitura de textos e tem o subtítulo “Chrestomatia de Textos em Sãoscrito Clássico”.

TEXTO EM PDF: Curso de Litteratura e Língua Sãokrita Clássica: Volume 2 – Chrestomatia de Texto em Sãoscrito Clássico.

“Curso de língua sãoskrita: vol. 1 – Gramática” – G. de Vasconcelos Abreu (1881)

Em 1881, Guilherme de Vasconcelos Abreu (geógrafo, matemático e orientalista português, professor do Curso Superior em Letras de Lisboa) publicou o volume 1 de seu Curso de Litteratura e Língua Sãokrita Clássica e Védica: Manual para o Estudo do Sãokrito Clássico.

Este primeiro volume é qualificado pelo autor como “Resumo gramatical” e é dedicado à fonologia e à morfologia do sânscrito.

Observações:

1) A sintaxe foi, de propósito, deixada de fora desse material pelo autor, devido em parte ao objetivo da obra ser um manual introdutório resumido para o público português. O segundo volume, dedicado ao exame de textos originais em sânscrito, apresenta o exame de alguns fatos sintáticos.

2) As páginas de 1 a 8, da seção referente à fonologia, estão faltando em todas as versões do arquivo encontradas.

 

TEXTO EM PDF: Curso de Litteratura e Língua Sãokrita Clássica. Volume 1: Resumo Gramatical.
Demais obras de Guilherme de Vasconcelos Abreu.

“Philosophy of Language and Universal Grammar” – John Stoddart (1849)

O juiz e escritor britânico John Stoddart publicou em 1849 o primeiro volume de um tratado sobre gramática e filosofia da linguagem planejado como parte da Encyclopædia Metropolitana.

Os dois volumes do tratado correspondiam, grosso modo, ao que chamaríamos de gramática geral e gramática particular ou histórica. O primeiro volume, o único a ser concluído e publicado, teve o título: Philosophy of Language, comprehending Universal Grammar, or the Pure Science of Language.

Trazemos hoje a introdução e o primeiro capítulo desse primeiro volume. Neles, Stoddart define os conceitos fundamentais, apresenta o que seria a diferença entre gramática como ciência (especulativa) e como disciplina histórica, além de refletir sobre as relações entre a mente e a linguagem, descrevendo as “faculdades do intelecto e da vontade das quais a ciência da linguagem a ciência da linguagem”.

TEXTO EM PDF: Philosophy of Language and Universal Grammar (introdução e capítulo 1).

 

Índice completo do primeiro volume:

PHILOSOPHY OF LANGUAGE.

Introduction
PART I. UNIVERSAL GRAMMAR
Chap. I.— Preliminary View of those Faculties of the Intellect and Will on which the Science of Language depends
Chap. II.— Of Sentences
Chap. III.— Of Words, as Parts of Speech
Chap. IV.— Of Nouns
Chap. V.— Of Nouns Substantive
Chap. VI.— Of Nouns Adjective
Chap. VII.— Of Participles
Chap. VIII.— Of Pronouns
Chap. IX.— Of Verbs
Chap. X.— Of Articles
Chap. XI.— Of Prepositions
Chap. XII.— Of Conjunctions
Chap. XIII.— Of Adverbs
Chap. XIV.— Of Interjections
Chap. XV.— Of Participles
Chap. XVI.— Of the Mechanism of Speech

“The Empirical Stage” – Max Müller (1862)

Como vimos antes, Max Müller fez duas séries de conferências sobre a ciência da linguagem na Royal Institution of Great Britain nos anos de 1861 e 1863, que foram publicadas posteriormente sob o título Lectures on the Science of Language, cujo primeiro volume saiu em 1862.

Infelizmente, não há versão em português dessa obra.

Já trouxemos o texto das duas primeiras palestras e hoje trazemos o texto da terceira, intitulada The Empirical Stage. Como dito na primeira palestra, Müller aponta que o desenvolvimento da lingüística como ciência seguiu três estágios de evolução, assim como as demais ciências físicas: o estágio empírico, o classificatório e o teórico. A terceira palestra é dedicada ao primeiro desses estágios. Nela, o autor se dedica a descrever o surgimento da gramática como disciplina prática na Grécia antiga e em Roma, delineando também o ambiente social e cultural do seu florescimento.

 

TEXTO EM PDF: Lecture III: The Empirical Stage.

Outros textos de Max Müller disponíveis: aqui.

“Modern Languages of Africa – vol. 1” – Robert Needham Cust (1883)

Trazemos o primeiro volume da obra A Sketch of the Modern Languages of Africa (“Um esboço sobre as línguas modernas da África”), do lingüista britânico Robert Needham Cust.

A obra foi publicada em 1883 em dois volumes. Este primeiro volume contém onze capítulos e um (grande) mapa com a distribuição das famílias lingüísticas mais conhecidas (até então).

Sumário:

I. Introduction 1
II. Progress of Knowledge 23
III. Extinct and Dead Languages: Foreign Languages: Mixed Languages in Course of Formation 39
IV. Classification of Languages 50
V. Materials Available 61
VI. Written Characters 74
VII. Scheme of the Wokk 78
VIII. Semitic Family 81
IX. Hamitic Group 94
X. Nuba-Fulah Group 141
XI. Negro Group 162

 

TEXTO EM PDF: A Sketch of the Modern Languages of Africa – vol. 1.
(Clique aqui para o volume 2)