Acarretamento – relações semânticas entre sentenças

ACARRETAMENTO é uma das relações semânticas ou “nexos lógicos” que podem ser estabelecidos entre sentenças distintas. Nesse ponto, o acarretamento pertence aos interesses da “semântica gramatical”, entendida como o estudo do significado de frases e de expressões linguísticas complexas. Também é interesse da “semântica lexical” considerada especificamente como interface entre o léxico e a sintaxe.

Acarretamento é uma relação do tipo parte-todo, em que o significado de uma sentença qualquer contém em si o significado de uma outra sentença. Nesse caso, se diz que a primeira sentença acarreta a segunda (e que a segunda é acarretada pela primeira).

Na Semântica Formal, essa relação é caracterizada da seguinte forma: A acarreta B se e somente se a veracidade de A levar necessariamente à veracidade de B.

[Veja mais sobre acarretamento no vídeo abaixo]

 

Alguns exemplos

Uma frase como “João quebrou o vaso” acarreta necessariamente que “O vaso quebrou“, pois é impossível que a primeira frase seja verdadeira e a segunda seja falsa. A primeira frase contém em si o significado da segunda.

Note, porém, que o contrário não se dá. A frase “O vaso quebrou” não acarreta que “João quebrou o vaso“; é perfeitamente possível que “O vaso quebrou” seja verdadeira, mas que “João quebrou o vaso” seja falsa.

Note também que não é preciso saber se duas frases são efetivamente verdadeiras no mundo real. Mesmo sem sabermos efetivamente se “João quebrou o vaso“, podemos perceber que, se essa frase for verdadeira, a outra também seria necessariamente verdadeira.

Da mesma forma, é possível haver acarretamento mesmo entre frases que sabemos que são falsas. Um exemplo absurdo: “Os unicórnios são aves marcianas” é uma frase completamente falsa, mas ela acarreta “Os unicórnios são aves“, pois o conteúdo da segunda sentença está incluído no conteúdo da primeira. Seria impossível que a primeira frase fosse verdadeira e a segunda continuasse falsa.

Para que serve identificar as relações de acarretamento?

Primeiro, o acarretamento é uma propriedade semântica real que faz parte do conhecimento linguístico de qualquer falante da língua. Então, reconhecer a sua existência faz parte de qualquer descrição da linguagem.

Segundo, o acarretamento também serve como diagnóstico para identificar outras propriedades existentes na linguagem. Então, é uma ferramenta útil para auxiliar em outras descrições semânticas, sintáticas e morfológicas. Mas isso é um assunto para outro texto.